Existe um ditado que diz: “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”. A frase cabe muito bem a qualquer pessoa que deseja (ou que se preocupa com) se aposentar bem. 

Já é sabido que não podemos mais contar somente com a Previdência Social se quisermos garantir um padrão de vida pelo menos similar ao que temos hoje. Apesar disso, a maioria da população brasileira não está se preparando financeiramente para quando chegar o dia de encerrar a carreira. 

O fato é que, independentemente de ganhar bem ou não, se as finanças não forem preparadas a aposentadoria, esta poderá se tornar uma fase difícil para você e sua família. 

Para que possa começar hoje mesmo a ter uma boa renda no futuro, leia este artigo e confira como se aposentar bem com investimentos!

Como planejar a aposentadoria?

A aposentadoria é um período em que as receitas caem e as despesas aumentam. Por isso, o ideal é que se comece a pensar o quanto antes em como se aposentar bem, pois quanto mais procrastina, menos dinheiro você terá para acumular patrimônio – a fim de alcançar sua meta de aposentadoria. 

Além disso, para que sua vida possa ser levada de uma maneira mais tranquila nessa fase é necessário um bom planejamento financeiro. Sobre isso, alguns itens devem ser observados. 

O primeiro é com relação ao objetivo. Como estamos falando em se aposentar bem, o objetivo, logicamente, será a sua aposentadoria. 

No entanto, reflita sobre o que significa “viver bem na aposentadoria” para você. Analise qual a renda mensal que você precisa ter para garantir uma vida tranquila no futuro. 

A partir do objetivo, veja a questão do tempo de investimento, que influenciará também na quantia que deverá ser poupada, a fim de assegurar que sua meta seja cumprida. Outro ponto importante a observar é com relação aos riscos – e aí entra a questão do perfil do investidor

Existem diversos produtos financeiros no mercado, cada um indicado para um tipo de perfil. Por exemplo, investimentos na bolsa de valores tendem a focar o longo prazo – e oferecem maiores riscos. Investidores com perfil mais conservador poderão ter problemas em lidar com as oscilações das ações.

Entendido isso, antes de escolher onde investir é preciso colocar a casa em ordem. Em outras palavras, organize suas finanças para que você tenha dinheiro não apenas para planos futuros, mas para viver o presente também.

A seguir, com base na sua meta, perfil e horizonte de tempo, defina quanto será poupado por mês para que possa se aposentar bem. Uma vez definida a quantia, lembre-se: seja disciplinado nos aportes. 

Opções para se aposentar bem com investimentos

Onde investir o dinheiro é uma dúvida que muitas pessoas têm quando ainda não conhecem muito sobre o assunto. Afinal, como se aposentar bem com seus investimentos?

Alguns investimentos que podem ser bons para a aposentadoria são: 

Plano de Previdência Privada

Quando falamos em se aposentar bem com investimentos muitos pensam direto nos planos de Previdência Privada. A modalidade é conhecida como “poupança para aposentadoria” e é fornecida por bancos e seguradoras.

Quem opta por um plano de Previdência Privada pode realizar aportes de forma simples e recorrentes. Sendo assim, os investidores podem planejar a aposentadoria a partir de investimentos frequentes ao longo da vida.

Vale destacar que existem diversos planos de Previdência, que podem atender às necessidades dos investidores com perfil conservador, moderado ou agressivo.

Tesouro IPCA

Entre os diversos títulos do Tesouro, o Tesouro IPCA é muito conhecido para investimentos que visam a aposentadoria. Por ser indexado ao principal índice de inflação, o IPCA, o investidor pode ficar tranquilo sabendo que seu dinheiro sempre terá ganhos acima da inflação.

Além de garantir um rendimento superior à inflação, este título do Tesouro também oferece juros anual. Com isso, existe a garantia de que o investidor terá um rendimento real com seus aportes.

Fundos de investimentos

Outra escolha para quem quer se aposentar bem é optar pelos fundos de investimentos. Neste caso, diversos investidores são organizados sob a forma de pessoa jurídica e contam com um gestor profissional ,que fica responsável por decidir onde os recursos do fundo serão investidos, seguindo uma estratégia de investimentos pré-definida.

Portanto, perceba que não se trata exatamente de um produto. Podemos dizer que os fundos de investimentos são mais como um serviço no qual o investidor faz investimentos – a partir da compra de cotas – e um profissional (o gestor) gerencia o patrimônio do fundo, formado pelas cotas adquiridas pelos investidores.

Conforme estabelecido pela CVM (Comissão de Valores Imobiliários) os tipos de fundos são classificados nas categorias:

  • Fundos de Ações
  • Fundos Cambiais
  • Fundos Imobiliários
  • Fundos Multimercado
  • Fundos de Renda Fixa

Fundos visando à aposentadoria costumam ser os Fundos Imobiliários e os Fundos de Ações. A longo prazo a tendência é que ambos tragam bons resultados, mas também são mais arriscados (por isso verifique se o seu perfil de investidor está de acordo).

Qual opção escolher?

Na verdade, se aposentar bem com investimentos não se trata, necessariamente, de escolher uma dentre as opções. Diversificar a carteira é importante para que você possa contar com rendimentos mais modestos e seguros de um lado e, quem sabe, com outros que possuam chances mais elevadas de rentabilidade, mas um pouco mais arriscados de outro.

Por exemplo, se você tem receio do risco dos fundos de investimentos em ações, pode destinar uma parte do seu dinheiro para produtos mais seguros, como o Título IPCA ou um Plano de Previdência Privada.

Mas, claro, não existe uma regra e o importante é que sua carteira de investimentos esteja alinhada aos seus objetivos e à sua tolerância a riscos.

Concluindo

A aposentadoria é um marco importante na vida de uma pessoa. Significa que ela contribuiu com seu papel e que agora terá mais tempo para aproveitar a vida. No entanto, para isso, é fundamental se aposentar bem.

Como mostramos, o planejamento de aposentadoria é um processo que não deve ser deixado para as fases posteriores da vida. Para um plano bem-sucedido, a chave é avaliar suas necessidades, definir uma meta financeira, elaborar um plano e segui-lo.

Por último, mas não menos importante, não esqueça de buscar por investimentos que não apenas ajudem você a atingir sua meta, mas também protejam seu dinheiro (e que estejam de acordo com seu perfil de investidor).

Gostou deste artigo? Compartilhe-o com seus colegas. Para mais conteúdo como este, assine nossa newsletter.

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 11 Média: 5]