Seguindo as tendências do mercado, o Ibovespa fechou o pregão desta quinta feira em queda de 2%, com o total de 102.293 pontos.

Como forte influência do mercado exterior para o resultado negativo no dia de hoje, principalmente diante do resultado instável das bolsas americanas, a bolsa brasileira sofreu forte oscilação durante todo o pregão.

Outro fator preponderante é a constância de mortes provocadas pelo novo coronavírus, que também impactaram indiretamente o resultado, já que governantes estudam uma possibilidade remota de uma nova reclusão.

Movimentação das ações

Ações que apresentaram alta no pregão:

  • Suzano (SUZB3) – 3,13%
  • Qualicorp (QUAL3)  – 1,49%
  • JBS (JBSS3) – 1,35%
  • Klabin (KLBN11) – 0,99%

Já entre as ações mais prejudicadas desta terça feira, destacam-se:

  • TIM (TIMP3) – 8,43%
  • Via Varejo (VVAR3) – 6,99%
  • Cogna (COGN3) – 6,81%

Dólar

A moeda americana apontou uma leve alta na cotação de hoje, de 1,94%, chegando ao patamar a R$ 5,2128.

Para compra efetiva, o dólar poderia ser encontrado no mercado pelo valor de R$ 5,214.

Juros futuros

Enquanto isso, no mercado de juros futuros tivemos a seguinte cotação:

  • DI para janeiro de 2022: queda de dois pontos base, marcando 2,97%;
  • DI para janeiro de 2023: queda de um ponto base, marcando 4,07%;
  • DI para janeiro de 2025: alta de um ponto base, marcando 5,56%.
A pontuação dos nossos leitores
[Total: 11 Média: 5]