Se você é investidor ou tem interesse em começar a investir, certamente já deve ter lido ou ouvido falar sobre inúmeros produtos financeiros disponíveis no mercado – muitos deles com boas projeções de rentabilidade, seja na renda fixa ou na renda variável.

Mas, será que você sabe realmente identificar as melhores oportunidades de investimento no mercado financeiro?

Em um cenário de incontáveis oportunidades e possibilidades de investimento, é imprescindível que você – investidor – aprenda a detectar boas oportunidades para aportes e aquilo que chamamos de Ciclos do Mercado.

Afinal, você pode não saber, mas o mercado é feito de ciclos e, o que pode ser considerado um bom investimento nos dias atuais pode ser uma péssima escolha em algum momento futuro.

Este artigo foi produzido com o objetivo de ajudar você a entender um pouco melhor a dinâmica do mundo dos investimentos e a conhecer e identificar estes Ciclos do Mercado – buscando as melhores opções de investimento para o seu portfólio ao longo do tempo.

Quer saber mais sobre o tema? Então continue a leitura!

Mercado financeiro: os primeiros passos

Antes de compreender melhor os Ciclos do Mercado, é preciso falar sobre os primeiros passos de qualquer investidor no mercado financeiro e sobre as principais etapas que devem ser alcançadas neste processo de realizar investimentos.

Em primeiro lugar, é imprescindível que você tenha em mente que, para que o brasileiro comece a investir – decidindo tirar seu dinheiro da caderneta de poupança para investir em um título do Tesouro Direto, por exemplo, é preciso muita luta.

Isso porque, por conta de uma questão cultural e da total falta da educação financeira no dia a dia da maioria das pessoas, não é um hábito do brasileiro poupar e investir – mas sim gastar e se endividar cada vez mais.

Portanto, se você já investe ou tem começado a se interessar pelo assunto – buscando separar um dinheiro todos os meses para realizar seus aportes em um futuro breve, você já está à frente de muita gente e já passou por uma fase muito difícil de ser superada, que é justamente decidir pelos investimentos.

Dado este primeiro passo no mercado financeiro, o segundo e decisivo passo é descobrir onde aplicar seu dinheiro e fazer seus investimentos.

Nesta etapa, é importante observar o seu perfil de investidor e a situação na qual o mercado se encontra – a fim de buscar as melhores oportunidades para fazer seu dinheiro render.

E é exatamente neste contexto de busca pelos melhores investimentos do mercado financeiro que surgem os ciclos do mercado. Saiba mais sobre eles a seguir.

Ciclos do Mercado: o que são e como funcionam?

Os Ciclos do Mercado nada mais são que períodos do mercado financeiro nos quais determinadas modalidades de investimento se destacam em relação a outros produtos financeiros.

E são nestes ciclos que surgem oportunidades para que o investidor realize bons investimentos e incremente a rentabilidade da sua carteira.

Alguns anos atrás, por exemplo, as ações estavam fornecendo lucros exorbitantes aos investidores.

Nesta fase de ouro, o Ibovespa chegou a avançar cerca de 700%! Em entre 2010 e 2011, no entanto, o mercado marcou um topo e começou a corrigir.

Esta correção não significa que o mercado de ações ficou ruim para os investidores mas, enquanto a bolsa estava fazendo seu processo corretivo, o mercado de fundos imobiliários começou a subir – chegando a avançar 180%.

Quem aproveitou este ciclo do mercado para aportar nestes fundos imobiliários, portanto, conseguiu aproveitar boas oportunidades após o período de altos ganhos em ações.

Assim como a época de ouro no Ibovespa, no entanto, o boom os fundos imobiliários também chegou ao fim – sendo necessário que o investidor buscasse outras estratégias para realizar seus investimentos e aumentar seus ganhos.

Neste momento de queda nos fundos imobiliários, um novo ciclo de mercado se formou – fazendo com que outros tipos de investimentos começassem a se destacar.

Entre os investimentos que ganharam destaque neste ciclo estavam os fundos multimercados – em detrimento das ações, dos fundos de ações e em comparação também com o fundo imobiliário.

Após algum tempo, como em qualquer outro ciclo, os multimercados se estabilizaram – dando espaço, entre os anos de 2015 e 2016, às altas taxas de renda fixa.

Você deve se lembrar que, neste período não tão distante, era uma realidade encontrar taxas prefixadas de 16% ou até 17% ao ano para LCIs e LCAs – produtos isentos de Imposto de Renda.

Uma realidade totalmente diferente daquela que vivemos atualmente, com a taxa de juros Selic mantendo-se na faixa dos 6,5% ao ano – empurrando para baixo os rendimentos da renda fixa.

E aqueles investidores que conseguiram identificar estes ciclos do mercado, aproveitando estes períodos de altas rentabilidades em diversos produtos e segmentos do mercado, conseguiram turbinar suas rentabilidades e, possivelmente, acumular mais patrimônio ao longo do tempo na comparação com aqueles investidores que mantiveram seus investimentos alocados em um único local, sem atentar-se às oportunidades que surgiam ao longo dos anos no mercado.

Como aproveitar os Ciclos do Mercado?

Aproveitar os ciclos do mercado não é uma tarefa difícil para nenhum investidor, mas requer atenção e disponibilidade para buscar – e realizar – bons investimentos ao longo do tempo, fazendo alterações na carteira periodicamente conforme forem surgindo as oportunidades no mercado.

Para quem já investe ou para quem pretende realizar seus aportes em breve, a dica é ter sempre em mente que estes ciclos ocorrem e que se repetem ao longo dos anos.

Além disso, é importante não se esquecer que crises sempre irão acontecer em qualquer mercado – seja no Brasil ou em outros países do mundo.

Por isso, cabe ao investidor atentar-se aos ciclos e às oportunidades de investimento e não ter medo de fazer mudanças em sua carteira de investimentos – abrindo-se à possibilidade de migrar de um investimento para outro que possa estar oferecendo uma rentabilidade maior naquele momento, graças aos ciclos do mercado.

E, caso você não se sinta preparado para buscar estas informações sobre os ciclos do mercado e as melhores oportunidades para investimentos por conta própria, pode valer a pena contar com o auxílio de um profissional, como o assessor de investimentos.

Antes de migrar de um investimento para o outro, no entanto, é importante não se esquecer de verificar se estas novas oportunidades de investimento estão alinhadas ao seu perfil enquanto investidor.

O assessor de investimentos também pode ser uma peça fundamental nesta etapa, lhe fornecendo orientação e lhe ajudando a encontrar boas opções de investimentos que se encaixam no seu perfil.

Agora que você já sabe o que são e como aproveitar os ciclos do mercado financeiro, não existem mais desculpas para realizar seus investimentos de maneira aleatória.

Mantenha-se atento aos próximos ciclos que virão por aí e procure sempre encontrar as melhores oportunidades de investimento para aumentar, cada vez mais, a rentabilidade do seu portfólio.

E você, conseguiu aproveitar algum destes ciclos do mercado financeiro nos últimos anos?

Então deixe seu comentário e compartilhe conosco suas experiências como investidor!

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 0 Média: 0]