A operação de lançamento coberto com opções, na minha opinião, é uma das estratégias mais simples envolvendo os derivativos do mercado de capitais.  Muito se ouve falar sobre as opções sobre ações ou derivativos.

Fala-se muito que elas são ferramentas do mercado de capitais de altíssimo risco, que são investimentos somente para profissionais, que podem te deixar muito rico ou muito pobre!

Mas, a realidade é que os derivativos são muito antigos e surgiram há mais de 500 anos.

Existem registros desse tipo de transação financeira desde a época do Antigo Egito!

Mas, hoje vou falar especificamente sobre uma operação que tem ficado cada vez mais conhecida, especialmente por ser bem tranquila e rentável: o financiamento.

O que você irá aprender neste artigo:

O que é o financiamento ou Lançamento Coberto?

Não podemos confundir o financiamento, que é o lançamento coberto, com o financiamento comum de imóveis ou bens em geral. São operações bem distintas!

O financiamento que estamos nos referindo tem como principal objetivo proteger o seu capital de maneira parcial.

Um bom exemplo são as ações de PETR4, que são preferenciais da Petrobrás de alta liquidez.

Basicamente, é feita a compra delas ao mesmo tempo em que é feita a venda de opções de compra (CALL), em três alternativas: dentro do dinheiro, no dinheiro e fora do dinheiro.

Vamos entender melhor:

  • Dentro do dinheiro: Mais proteção e menos lucro.
  • No dinheiro: Lucro mediano e proteção mediana.
  • Fora do dinheiro: Mais lucro e menos proteção.

Independente das opções escolhidas, é importante que haja uma análise sobre as ações e empresas do seu interesse para saber se elas são ou não recomendadas.

No caso da Petrobrás, Petr4, é preciso haver uma análise gráfica, fundamentalista ou seguir um analista certificado para evitar problemas.

Veja um exemplo da operação de financiamento abaixo:

Diferente da maioria das operações e investimentos direcionais normalmente realizados no mercado de ações, a operação de lançamento coberto, no dinheiro por exemplo, é uma estratégia onde você ganha seja com o mercado subindo, com o mercado lateral – e até se o papel cair um pouco, você consegue realizar um “lucrinho”.

Quando vale a pena fazer financiamento com opções?

 A operação de financiamento (ATM) com opções, é mais buscada em momentos onde o Ibovespa se encontra “lateral” ou com pouco expectativa de alta. 

Em um cenário onde o Ibovespa ou o ativo objeto encontram-se em um cenário de queda, não faz sentido a montagem de um lançamento coberto com opções, em nenhuma delas, seja  OTM, Fora do Dinheiro, ATM no Dinheiro ou ITM, dentro do dinheiro.

Para quem essa operação é mais indicada?

Os novos investidores podem ter dúvidas sobre as operações mais indicada para eles.

No caso dos financiamentos, eles são perfeitos para todos os perfis.

Desde o mais agressivo ou moderado e, por incrível que pareça, também é indicada para um perfil conservador.

A operação pode ser montada por investidor com perfil conservador que goste de investir em ações pois, diferente das estratégias especulativas e arriscadas envolvendo opções, a operação de lançamento coberto com opções precisa da compra das ações.

Nesse caso, as ações não vão para o pó como pode acontecer com as opções e uma operação de compra de opção a seco.

Conclusões

As estratégias de Financiamento ou Lançamento Coberto estão em alta e os motivos são suas altas rentabilidades, que podem chegar a máximas de 10% e seus níveis de proteção que também podem ultrapassar os 10%.

Para que isso seja possível, é importante escolher um bom strike e fazer as transações na melhor data.

Para tal, a dica é sempre procurar um profissional para auxiliar no processo e evitar perdas.

Quer aprender mais sobre essas operações e muito mais, acesse nosso conteúdo disponível na web!

E, se precisar de dicas ou de ajuda para suas estratégias, entre em contato conosco!

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 4 Média: 5]