Se você está iniciando seus investimentos, provavelmente já abriu uma conta em uma corretora e já ouviu falar do bem conhecido Home Broker.

Esta ferramenta fez parte de um avanço tecnológico que possibilitou para todas as pessoas a oportunidade de investir na bolsa de valores.

Embora a quantidade de investidores no Brasil (mais de 700 mil pessoas) seja pequeno quando comparado aos Estados Unidos (com cerca de 52% da população), podemos dizer que o Home Broker trouxe simplicidade e autonomia para os investidores.

Essa facilidade pode atrair novas pessoas e se você é um desses novos investidores, entender como essa ferramenta funciona pode te ajudar a ganhar dinheiro e ser um investidor bem sucedido.

Neste artigo vamos responder algumas perguntas como:

Como surgiu o Home Broker?

Antes de falarmos sobre o que é e como funciona, precisamos entender como surgiu o home broker no Brasil.

Até o final de 1999, todos os investidores que desejavam realizar uma operação de compra ou venda na BM&FBovespa (agora B3), precisaria estar no telefone com um operador de alguma corretora de valores.

A partir da popularização da internet e com a chegada de sistemas eletrônicos, os investidores brasileiros puderam investir diretamente pelo sistema , que geralmente são oferecidos pelas corretoras.

Se você nunca viu como funcionava o pregão viva voz, veja no vídeo feito pela Exame, um exemplo:

De fato, o home broker passa a simplificar o modo de investir, usando apenas poucos cliques.

O que é um Home Broker?

De forma resumida, Home Broker é uma plataforma online, onde as pessoas podem comprar e vender ativos.

Este sistema faz uma ponte, conectando as pessoas que têm interesse em comprar com os que têm interesse em vender um determinado ativo.

Tudo isso em tempo real, não importa onde ele estiver.

Além disso, por meio do Home Broker, é possível fazer cotações, acompanhar suas operações e fazer suas operações.

Você pode usar o Home Broker acessando o navegador, plataforma ou um aplicativo da corretora de investimentos ou do banco e pode acessar pelo computador e até mesmo pelo dispositivo móvel, como smartphones, tablets e afins.

Como funciona?

Para comprar e vender ações em um Home Broker, precisamos entender no geral como funciona.

Para enviar uma ordem de compra ou de venda, você precisará usar uma boleta, que é uma janela, onde é possível preencher qual ativo você irá operar, a quantidade, o preço de compra, de stop loss e stop gain.

Existem algumas variações de boletas, algumas exclusivas para quem opera day trade ou alavancado.

No Home Broker é possível operar ações, contratos futuros, minicontratos de índice e dólar, opções e até mesmo fundo de investimentos (embora nem todas as corretoras ou bancos disponibilizam).

Lembrando que para você operar com um Home Broker, você precisa ter uma conta em uma corretora de investimentos e ter o capital para investir em conta.

Quer entender um pouco mais sobre o funcionamento do Home Broker? Confira este vídeo que eu fiz onde explico como você pode preencher a boleta e como ela funciona:

Qual é o melhor?

Escolher uma boa ferramenta é um dos fatores importantes na hora de se investir.

Com tantas opções de corretoras e Home Brokers no mercado, você pode se perguntar qual é a melhor opção.

Algumas coisas para se levar em consideração é o desempenho e a estabilidade do sistema.

Você também pode levar em conta se o seu Home Broker te ajuda com análises, estudos, recomendações e etc.

Tudo vai depender do seu perfil de investidor e se você irá operar day trade ou swing trade.

Quanto mais curto o tempo das suas operações, mais ágil e com melhor desempenho deve ter seu Home Broker.

Um outro fator a ser observado são as taxas cobradas e os serviços prestados.

Alguns podem cobrar um pouco mais caro, porém, oferecem mais serviços para seus clientes.

Enquanto outras corretoras até isentam algumas taxas, porém, não oferecem tantos serviços ou automatizam os mesmos.

Muitas vezes, um bom suporte e atendimento pode fazer uma boa diferença, caso dê algum problema em sua operação.

Algumas corretoras também possuem plataformas mobile que permitem que você acompanhe e até mesmo invista, mesmo estando longe do computador.

Outras possuem acessos a salas com especialistas para você tirar suas dúvidas sem sair do sistema.

Vantagens

Em relação ao antigo jeito de se investir, o home broker trouxe várias vantagens. Entre elas podemos citar:

  • Praticidade: por deixar tudo mais simples para o investidor, podendo ser acessados em vários dispositivos.
  • Mobilidade: você pode operar em qualquer lugar que tenha conexão na internet.
  • Acessibilidade: agora todos podem operar na bolsa de valores, isso trouxe até mesmo o barateamento dos custos operacionais.
  • Diversificação: você poderá investir em vários mercados, como já citados.

Existem riscos?

Conforme vimos até agora, o Home Broker trouxe vantagens muito importantes para as pessoas, mas podemos dizer que operar é como dirigir: você precisa estar habilitado e com prática e conhecimento, você consegue chegar ao seu destino.

Por isso, é incentivado que o investidor busque conhecimento antes de investir.

No mercado de renda variável existem inúmeras estratégias e análises que podem ser feitas para ganhar dinheiro.

Investir sem conhecimento é muito perigoso e um investidor descuidado pode acabar usando todas as vantagens contra ele mesmo.

Quanto mais conhecimento e prática você tiver, mais bem sucedido mais habilidade para mitigar os riscos você vai ter.

Esperamos que tenha gostado desse artigo.

Deixe seu comentário se ficou alguma dúvida e se ainda não conhece nosso canal no YouTube ou ainda não nos segue no Facebook e no Instagram, não perca tempo.

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 1 Média: 5]