A Bolsa de Valores brasileira fechou o pregão de hoje com queda de 2,24% e 93.834 pontos. O desempenho ruim está ligado ao aumento do número de casos de infectados pelo novo coronavírus, tanto no Brasil como nos Estado Unidos.

Enquanto vários países da Europa já estão se preparando para afrouxar as medidas de distanciamento e prevenção da doença infecciosa, o Brasil totaliza 55.304 mortes.

Um destaque da semana foi o anúncio de que o governo pretende prorrogar o auxílio emergencial, no entanto com parcelas menores. A medida faz parte das ações de auxílio a todos que perderam a renda, prejudicados pela pandemia.

Principais altas e baixas do pregão

As ações que obtiveram as maiores altas foram a IRB Brasil (IRBR3), com 5,42%; a Weg (WEGE3), com 1,58%; e a Kablin (KLBN11), com 0,73. Os avanços hoje não foram tão expressivos quanto nos outros dias da semana.

As piores desvalorizações ficaram por conta da CCR (CCRO3), com queda de 14,80%; da Azul (AZUL4), com 5,66%; e da BTGP Banco (BPAC33), com 5,5%.

Dólar

O dólar fechou em alta novamente, de 2,36%, sendo negociado a R$5,46. Na semana, a moeda americana acumula alta de 2,76%.

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 13 Média: 5]