Os indicadores dos gráficos de ações são ferramentas indispensáveis para a maior parte dos investidores e traders que utilizam a análise técnica para realizar suas operações.

E um dos principais erros que estes traders iniciantes cometem quando estão tendo o primeiro contato com a análise dos gráficos está relacionado justamente a estas ferramentas.

Afinal, quais são os principais indicadores de gráficos de ações e como utilizá-los corretamente, a fim de aumentar a eficácia e objetividade das suas análises?

É sobre isso que vamos falar no artigo de hoje.

Continue a leitura e descubra quais são e como utilizar, de maneira eficiente, os indicadores dos gráficos de ações no seu dia a dia e nas suas operações no mercado financeiro. Acompanhe!

O que é a análise técnica?

Antes de falarmos sobre os principais indicadores utilizados por grafistas é importante conceituar o que é a análise gráfica.

A análise técnica, em definição, é o estudo dos movimentos do mercado, e a principal ferramenta utilizada por traders e investidores do mercado financeiro para identificar o movimento futuro nos preços das ações e ativos.

Esta análise é feita a partir de movimentos passados do mercado financeiro – que auxilia na projeção das movimentações futuras, e costuma ser realizada com o auxílio de indicadores e osciladores.

Estas ferramentas tendem a auxiliar o trader a encontrar o melhor timing para as operações de compra e venda de ativos e do mercado como um todo.

É importante destacar, no entanto, que nenhum tipo de análise – seja ela gráfica ou fundamentalista – para o mercado financeiro possui 100% de acerto.

Apesar disso, a análise técnica consegue sim fornecer uma boa referência ao investidor – fornecendo, em muitas estratégias utilizadas no mercado, uma porcentagem de 70% a 80% de acerto nas projeções de preços e movimentações.

A análise técnica e os indicadores dos gráficos de ações

Toda e qualquer análise técnica está pautada, em linhas gerais, nas movimentações e nos formatos dos candles dos gráficos analisados.

Mas as principais ferramentas inerentes à análise técnica – que auxiliam o trader em suas operações e análises – são, sem dúvidas, os indicadores dos gráficos de ações.

Os indicadores e os osciladores são, portanto, ferramentas que auxiliam o trader a elevar seu nível de acerto em operações do mercado por meio da análise gráfica.

Conheça a seguir alguns dos principais indicadores mais utilizados, que podem ajudar você a não errar nas suas operações.

Média móvel

A média móvel tem como objetivo auxiliar o trader na entrada e saída da sua operação de acordo com o cruzamento de médias – que podem ser as médias móveis de 200 períodos, 21 períodos, 9 períodos, entre outras.

Vale destacar que as médias móveis não preveem a direção dos preços, mas definem a direção atual do preço de um ativo com algum atraso – uma vez que são baseadas em preços passados.

Bandas de Bollinger

As Bandas de Bollinger estão entre os indicadores mais utilizados na análise técnica.

Este indicador é muito útil para indicar níveis de preço e sinais de formação de topos e fundos.

Além disso, as Bandas de Bollinger realizam movimentos específicos em situações de forte movimento direcional – para cima ou para baixo – no mercado, ajudando o trader a identificar o direcionamento do mercado a partir de uma explosão de movimento que ocorre após o estreitamento das Bandas.

MACD

Mais um importante indicador utilizado na análise técnica, o MACD foi projetado para gerar lucro com divergências de preços por meio da análise da disparidade entre duas médias móveis exponenciais.

Com o MACD, o trader ou investidor consegue ter uma melhor noção da tendência de um determinado papel – altista ou baixista – e identificar o momento de se abster de entrar em uma operação no mercado.

Índice de Força Relativa (IFR)

O IFR – ou Índice de Força Relativa – é um indicador que atua como uma espécie de termômetro do mercado financeiro.

A partir desta ferramenta é possível identificar se o mercado já avançou demais ou se já caiu demasiadamente – abrindo espaço para oportunidades de operações em momentos nos quais uma determinada tendência está enfraquecida.

Além destes, existem muitos outros indicadores disponíveis para traders e investidores utilizarem no seu dia a dia, como o volume financeiro, o volume de negócio, high low, entre muitos outros.

Como utilizar os indicadores dos gráficos de ações corretamente?

Saber utilizar os indicadores e ações de maneira correta é fundamental para qualquer trader ou investidor que deseje ter êxito em suas operações.

Isso porque a utilização de muitos indicadores ao mesmo tempo tende prejudicar o operador ao invés de beneficiá-lo – dificultando o acompanhamento de dados no gráfico que precisam, de fato, serem acompanhados.

Utilizar muitos indicadores é, inclusive, uma das principais falhas de quem está dando os primeiros passos no mercado financeiro e fazendo suas primeiras operações por meio da análise gráfica.

Por isso, o ideal é sempre simplificar o máximo possível o seu gráfico, a fim de ser mais eficaz, consistente e objetivo em suas análises.

Procure, portanto, escolher apenas dois ou três indicadores dos gráficos de ações para utilizar no seu dia a dia.

Lembre-se que, mesmo que você insira mais indicadores e osciladores no seu gráfico, na prática, dificilmente serão utilizados mais que alguns deles de uma única vez no seu dia a dia.

Evitar a poluição visual da sua tela de operações, nestes casos, é a melhor opção.

Se você ainda não conhece a fundo cada um destes indicadores na prática e deseja compreender melhor seu funcionamento no dia a dia, a dica é utilizar um único indicador em cada papel – não para fins de entrada em operações, mas sim para que você comece a se identificar com cada um destes indicadores.

Desta maneira, você consegue verificar quais destes indicadores funcionam melhor para você e escolher as melhores ferramentas para lhe auxiliar nas suas operações no mercado financeiro.

Conclusão

Os indicadores dos gráficos de ações são ferramentas muito importantes para traders e investidores que utilizam a análise gráfica como base para suas operações no mercado financeiro.

Utilizar estas ferramentas com cautela e sem excessos, no entanto, é fundamental para aumentar o êxito das suas análises e, consequentemente, das suas operações.

Para quem utiliza a análise gráfica e deseja fazer day trades ou swing trades, portanto, sempre valerá a pena apostar na simplificação do gráfico e utilizar os indicadores dos gráficos de ações de maneira moderada, escolhendo aqueles com os quais você trabalha melhor.

E você, com quais indicadores dos gráficos de ações você costuma trabalhar em suas operações no mercado financeiro?

Deixe seu comentário e divida conosco suas preferências!

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 0 Média: 0]