O mercado financeiro é um ambiente repleto de oportunidade e possibilidades. Apesar disso, a atmosfera de um mundo completamente novo para quem não conhece nada sobre os temas finanças e investimentos pode se mostrar um pouco assustadora, em um primeiro momento.

Este tipo de sensação, no entanto, não precisa existir. Afinal, este mercado não é um bicho de sete cabeças, e qualquer pessoa tem condições de não apenas compreender o funcionamento deste ambiente, mas também aproveitar todas as oportunidades que ele oferece; basta apenas se preparar e aprender cada vez mais.

E foi pensando em ajudar você nesta curva de aprendizado que decidimos trazer, no artigo hoje, algumas das principais informações que você precisa saber sobre o índice Ibovespa – um dos principais índices do mercado financeiro brasileiro. Então continue a leitura do artigo e expanda seus conhecimentos sobre o mercado!

O que você irá aprender neste artigo:

O que é e para quê serve o índice Ibovespa?

O índice Ibovespa – conhecido também como IBOV – é o principal indicador de referência do mercado de ações brasileiro.

Por meio dele, é possível medir o desempenho médio de uma determinada carteira de ações do Brasil, funcionando como uma espécie de “termômetro” das movimentações e oscilações das ações na bolsa brasileira.

O IBOV é composto pelas 67 ações mais negociadas na bolsa brasileira – aquelas que apresentaram um maior volume financeiro de negociação e maior liquidez nos últimos 12 meses, em uma espécie de simulação de carteira – conhecida como carteira teórica do Ibovespa.

Esta carteira teórica é revisada trimestralmente, todos os anos.

O objetivo deste índice é justamente oferecer aos investidores – e ao mercado, de maneira geral – um benchmark de investimentos, ou seja, um comparativo do desempenho das ações no mercado.

Se, por exemplo, um investidor deseja saber como está o desempenho do seu portfólio de ações, ele faz um comparativo da rentabilidade da sua carteira com o desempenho do índice Ibovespa em um determinado período.

Neste comparativo, o investidor poderá verificar se sua carteira está performando melhor, igual ou pior que a carteira teórica do Ibovespa.

Clique aqui e confira a composição atual da carteira teórica do índice Ibovespa.

Os pontos do índice Ibovespa

Mesmo que você não conheça absolutamente nada sobre mercado financeiro e investimentos, é altamente provável que já tenha lido ou ouvido falar sobre o fechamento diário do índice Ibovespa em algum momento.

Isso porque, todos os dias, a maior parte dos jornais, sites e telejornais brasileiros informam ao leitor ou espectador sobre a movimentação deste índice e o seu fechamento, em pontos.

Quem ouve falar que “o Ibovespa fechou em ‘X’ mil pontos”, no entanto, pode não entender o que isso significa. Afinal de contas, o que significam estes pontos do índice?

Fechamento do Ibovespa no dia 18 de março de 2019 e informada pela Band.

Em primeiro lugar, é preciso que você saiba que cada ponto do IBOV equivale, na teoria, a R$ 1,00.

Isso significa que, se o índice Ibovespa vale 100 mil pontos, por exemplo, o investidor precisaria investir R$ 100 mil para compor uma carteira com os mesmos papéis e na mesma proporção que a composição do Ibovespa.

Se o índice Ibovespa recuar em pontuação, portanto, significará que a média dos preços das ações que compõem o índice Ibovespa subiu, enquanto que a queda demonstrará que o valor médio dos papéis que fazem parte da carteira teórica do IBOV recuou.

Vale destacar que as ações que compõem a carteira teórica do índice não possuem pesos idênticos nesta composição.

Portanto, é comum que algumas ações blue chips tenham maior peso na composição do Ibovespa – o que influencia diretamente na alta ou queda do índice quando seus preços oscilam, para cima ou para baixo.

Investir no Ibovespa é possível?

Uma das principais dúvidas de curiosos e investidores iniciantes em relação ao Ibovespa é quanto aos investimentos em si.

Afinal, é possível investir no Ibovespa, realizando aportes neste índice?

A resposta é não.

Diferente do que muitos iniciantes acreditam, o índice Ibovespa não é um produto no qual se pode investir.

Ele é único e exclusivamente um modelo de carteira de investimentos teórica que serve para balizar os investidores e o mercado de maneira geral.

Por outro lado, qualquer investidor pode acompanhar a composição do Ibovespa e montar uma carteira exatamente igual à do IBOV – que, se composta nas mesmas proporções, deverá gerar rentabilidade idêntica à do Índice Ibovespa.

Na prática, no entanto, esta tarefa pode ser quase impossível de ser realizada por boa parte dos investidores pessoa física.

Para resolver este problema – e aumentar o leque de opções do investidor que deseja investir na bolsa, existem no mercado atualmente os fundos de investimento.

Estes fundos nada mais são que modalidades de investimentos que permitem ao investidor manter-se posicionado em uma carteira diversificada semelhante à do IBOV sem que seja preciso adquirir cada uma das ações que compõem o índice.

O fundo de índice BOVA11, por exemplo, é um fundo que representa exatamente a composição teórica do IBOV e está disponível para aportes na bolsa brasileira.

Quem investe no BOVA11 tem acesso a uma carteira composta pelas 67 ações do Ibovespa e desfruta da rentabilidade do IBOV enquanto o seu dinheiro seguir aplicado.

O BOVV11 é também outro fundo de índice negociado na bolsa brasileira que espelha a composição e rentabilidade do índice Ibovespa.

Se você quiser saber mais sobre os fundos de índice negociados na bolsa brasileira B3, basta clicar aqui.

Para investir em fundos de índice que espelham o índice Ibovespa, basta que o investidor tenha uma conta aberta em uma corretora para efetuar sua compra, em um processo idêntico ao de compra de ações.

Saiba mais

Quer saber mais sobre o Ibovespa? Veja agora este vídeo que eu produzi para você entender um pouco mais sobre o assunto

Agora que você já sabe as principais informações sobre o índice Ibovespa, seu funcionamento e sua importância para o mercado brasileiro, que tal conhecer os 2 Top Melhores Investimentos 2019? Leia o artigo e dê continuidade ao seu aprendizado sobre o mercado financeiro!

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 3 Média: 5]