Educação Financeira

7 Erros que todo iniciante na bolsa de valores comete

Voltar

Investir na renda variável é um bom caminho para ter uma renda passiva e obter resultados interessantes no mercado financeiro no curto ou longo prazo. Contudo, começar nesse universo não deve ser visto como algo muito simples.

Se os devidos cuidados não estiverem presentes, você pode acabar cometendo erros como iniciante na bolsa de valores. Eles são muito comuns — especialmente entre as pessoas que se tornam investidores sem conhecer muito bem o mercado.

O problema é que os erros não passam sem consequências. Muitas vezes, eles geram nervosismo e prejuízos. Então, que tal conhecer 7 erros e saber como evitá-los? 



Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos



1. Não buscar informações suficientes

Sem dúvida, a primeira atitude errada que um investidor pode tomar ao começar na bolsa é não buscar informações suficientes sobre como ela funciona. Muitas pessoas são atraídas apenas pela expectativa de ganhar dinheiro.

Elas veem os resultados financeiros de alguns investidores e iniciam na renda variável buscando os mesmos efeitos. Entretanto, é fundamental entender que o retorno depende de boas escolhas ao investir.

Ou seja, não basta entrar na bolsa de valores e fazer seus primeiros aportes. Se você não souber como ela funciona e não tiver uma estratégia na sua carteira, será bem difícil identificar as melhores decisões para lucrar.

Logo, a melhor maneira de evitar esse erro é estudar o assunto. Certifique-se de aprender as principais características da bolsa e verificar quais são os riscos e como é possível fazer um bom manejo deles para ter uma boa rentabilidade.

2. Não considerar seu perfil de investidor

O perfil de investidor é um conceito essencial para quem pretende começar a operar no mercado financeiro — seja realizando investimentos na renda fixa ou variável. De qualquer forma, você precisa identificar qual é o seu perfil.

Existem três opções: conservador, moderado e arrojado. O primeiro tem maior apego à segurança, o que faz com que ele não tenha interesse em colocar seu dinheiro em risco. O moderado apresenta uma abertura maior ao risco e o arrojado o aceita ainda mais.

Por que é importante saber seu perfil antes de investir? Porque um dos erros do iniciante na bolsa é arriscar mais do que está disposto. Se você é conservador, significa que a renda variável não é a melhor alternativa.

Para quem deseja mesmo aproveitar as oportunidades da bolsa, o ideal é considerar o perfil para distribuir seus investimentos. Conservadores podem colocar uma pequena parte do patrimônio na bolsa, enquanto moderados e arrojados investem um percentual maior.

3. Achar que bolsa de valores é aposta

Muitas vezes, as pessoas têm a ideia equivocada de que investir na bolsa depende de sorte — como uma aposta. Não é assim que funciona. Na verdade, investir em ações se assemelha muito mais à decisão de se tornar ou não sócio de um negócio.

Imagine que alguém lhe convida para abrir uma empresa. Você tomaria uma decisão contando com a sorte? Ou se preocuparia em avaliar o negócio e pensar nas chances dele oferecer bons lucros ou acabar em prejuízo?

O caminho mais coerente para ganhar dinheiro na bolsa é avaliando cada decisão que você toma. Ter uma estratégia sobre as empresas escolhidas para investir é o que traz os seus resultados. Sem isso, as chances de não dar certo são muito maiores.

4. Iludir-se com as possibilidades de ganhos de curto prazo

Provavelmente, você já escutou a história de alguém que teve ganhos enormes em pouco tempo investindo na bolsa. Embora isso possa acontecer, é algo bem mais raro e difícil do que se imagina. Além disso, demanda muita preparação.

Ou seja, ainda que alguém possa ter um lucro alto em poucos dias ou semanas na bolsa, a pessoa que consegue isso certamente não é iniciante. É preciso ter conhecimento e experiência para saber como aproveitar oportunidades.

Logo, se você está com pressa e acredita que é fácil ter retornos acima da média em pouco tempo, vale a pena repensar. Sim, é possível ganhar dinheiro no curto prazo, mas é preciso ter uma boa técnica. Os erros de iniciante na bolsa podem lhe trazer prejuízos. 



Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos



5. Não ter uma carteira diversificada

Outro erro que pode custar caro a quem inicia seus investimentos na renda variável é investir em apenas uma empresa. O ideal do mercado financeiro é ter uma carteira diversificada de ativos. Assim, os riscos se tornam menores.

Pense o seguinte: se você tem ações de somente uma empresa, qualquer crise que a afete pode trazer grandes perdas na sua carteira. Mas se você opta por diversificar, está menos exposto a prejuízos de determinada companhia.

A mesma ideia vale para não investir tudo em um mesmo setor. Alguns investidores diversificam sua carteira, mas acabam investindo em mais de uma empresa da mesma área — por exemplo, tendo ações de dois ou três bancos.

6. Ter excesso de confiança

Ter confiança é ótimo para basear suas escolhas e buscar boas oportunidades, mas o excesso é um dos grandes erros de iniciantes na bolsa. Afinal, ser muito confiante tira o foco dos riscos. Portanto, tenha em mente que você nunca sabe de tudo. 

Os investimentos na renda variável sempre serão arriscados. Por isso, é fundamental não perder seu manejo de risco de vista. Se você confia demais nas próprias decisões, pode deixar de analisar algum fator importante para evitar as perdas.

A bolsa de valores nem sempre está subindo. Ela passa por oscilações e pode apresentar quedas. Logo, ela não deve ser vista como uma poupança, na qual você deixa dinheiro e pode tirar a qualquer momento sem perdas. Não deixe de considerar a volatilidade.

7. Não controlar as emoções

Por fim, vale a pena lembrar que um investidor precisa ter as emoções sobre controle ao entrar na renda variável. As oscilações, principalmente quando são mais intensas, podem mexer muito com o seu emocional. Esteja preparado.

Algo bastante comum na bolsa é o chamado efeito manada. Ele leva as pessoas a comprarem ações quanto estão em alta e a venderem quando estão em baixa, por exemplo. Tomar decisões rápidas baseadas nele é um erro.

O melhor para ter resultados consistentes e não fazer escolhas por impulso é ter uma estratégia de investimento. Assim, você pode acalmar suas emoções e não fazer algo apenas porque os outros também estão fazendo.

Agora você conhece os 7 principais erros cometidos por um iniciante na bolsa de valores. Fique atento às dicas que demos para evitar os problemas. E lembre-se: investir em educação financeira e aprender cada vez mais ajuda a prevenir dificuldades.

E então, quer garantir suas chances de melhores resultados na bolsa? Conheça nossos cursos e entenda tudo sobre o mercado financeiro!



Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos



Robô trader

Luis Outi

https://investidorindependente.com/

Amante do mercado financeiro. Trabalho no mercado financeiro desde 2008, especializado no mercado de renda variável e de derivativos, também conhecido como opções.