Educação Financeira

BDRs: o que são e como investir?

Voltar

Talvez você ainda não tenha ouvido falar dos BDRs, mas a modalidade possibilita investir em empresas internacionais de maneira mais simples. A estratégia de internacionalizar os investimentos, inclusive, pode fortalecer sua carteira e potencializar seus resultados. Já pensou nisso?

Além disso, essa modalidade está ainda mais acessível a qualquer investidor. Afinal, em 2020, os BDRs passaram por algumas mudanças em suas regras. E, agora, eles são opções para todos aqueles que buscam por novas oportunidades no mercado.

Então, que tal saber mais sobre esse ativo da bolsa? Confira neste artigo o que é BDR e descubra como aproveitar a alternativa para investir no exterior!

O que são BDRs?

A sigla BDR representa o termo Brazilian Depositary Receipt — também conhecido como Certificado de Depósito de Valores Mobiliários. Trata-se de um investimento emitido em território brasileiro, por instituições financeiras do país. E disponível na bolsa brasileira B3.

Ele representa ações de empresas estrangeiras e, portanto, é classificado como um investimento internacional. Os BDRs estão atrelados a empreendimentos de capital aberto, que são negociados nas bolsas de valores.

É importante saber, no entanto, que ter BDRs na carteira não significa possuir ações de empresas internacionais. Na verdade, eles são certificados lastreados nessas ações.

Para ficar mais claro, vamos compreender todo o processo, de acordo com as partes responsáveis. Tudo depende de uma empresa depositária que compra as ações de uma companhia internacional, na bolsa onde elas são originalmente negociadas.

A instituição depositária atua no Brasil e tem interesse em vender os certificados lastreados nas ações. Então, ela deixa os papéis "bloqueados", sob responsabilidade de um agente custodiante. Isso é necessário para emitir os BDRs, que passam a ser negociados no pregão da B3.

Assim, a instituição depositária atua como uma ponte. Ela é responsável pela ligação entre os investidores brasileiros e as empresas internacionais.



Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos



Quais são os tipos de BDRs no mercado?

Depois de entender o que são BDRs, é necessário compreender que há mais de um tipo deles disponível no mercado. Basicamente, eles se dividem entre os patrocinados e os não-patrocinados.

BDR patrocinados

Os certificados patrocinados são emitidos quando a instituição estrangeira demonstra interesse em atuar no mercado brasileiro. Para isso, ela entra em contato com uma depositária e fecha um acordo para que a empresa faça o intermédio.

Nesse caso, há três níveis diferentes. A principal diferença diz respeito à obrigação de registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os certificados de nível I não o exigem, enquanto os de nível II e III têm essa demanda.

BDRs não patrocinados

Nos BDRs não patrocinados, a iniciativa em emitir os certificados não é da própria empresa estrangeira, e sim da instituição depositária. Então, ela faz a compra das ações estrangeiras e realiza a emissão dos BDRs.

A maior parte dos BDRs negociados na B3 são do tipo não patrocinado. Mas vale destacar que em todos os tipos a instituição depositária é obrigada a divulgar as informações relevantes das companhias para os investidores — como o balanço, as projeções e os gráficos.

Quais são as vantagens do investimento?

Investir em certificados de ações estrangeiras pode trazer muitas vantagens ao investidor, especialmente para quem deseja ter uma carteira diversificada e com bom potencial de ganhos.

Podemos dizer que os BDRs são uma maneira de investir em empresas internacionais de forma mais simples e menos burocrática. Afinal, o certificado é negociado na bolsa de valores brasileira e você não precisa abrir conta em instituições estrangeiras.

Dessa forma, é possível diversificar a sua carteira com investimentos lastreados em ativos do exterior. Uma vantagem é poder aproveitar as condições do mercado internacional — o que pode diminuir a exposição dos seus investimentos às variações na economia brasileira.

Os BDRs também podem ser úteis para potencializar seus ganhos, especialmente para quem se interessa em grandes empresas estrangeiras. Se as companhias distribuírem dividendos, é possível também receber parte do lucro delas (proporcional à quantidade de BDRs).

Quais são os riscos envolvidos nos BDRs?

Por se tratar de uma opção de renda variável, o BDR é um investimento com um nível maior de risco, por conta da volatilidade. Seus resultados podem ser impactados, por exemplo, por acontecimentos que afetem o setor da empresa ou toda a economia global.

Para se proteger, é preciso ter uma boa estratégia, alinhada ao seu perfil de investidor. Cair no efeito manada e vender os certificados em momentos de queda, sem tomar uma decisão racional, por exemplo, pode gerar perdas.

Há, ainda, o risco associado à taxa cambial. Uma forte queda no dólar pode impactar o seu potencial de ganhos, considerando a conversão. Portanto, é necessário ficar de olho nesses riscos antes de tomar a decisão.

Como investir em BDR?

Saber como investir no exterior costuma ser uma das grandes dúvidas de quem busca por novas oportunidades na bolsa. Como visto, o BDR traz facilidade nesse sentido. Então, que tal saber como investir nele?

Há algum tempo, somente investidores qualificados poderiam adquirir BDRs. Na prática, significava que somente profissionais ou pessoas com mais de R$ 1 milhão de patrimônio investido poderiam usufruir deles.

Mas a partir de setembro de 2020 a regra mudou. Então, agora qualquer investidor pode adicionar essa modalidade à própria carteira. Se for do seu interesse, o primeiro passo para o investimento é ter uma conta em corretora para acessar a bolsa de valores.

Então, você deve buscar pelos BDRs disponíveis — certificando-se de saber quem é a instituição depositária e quais são as características de cada um. Lembre-se, ainda, que a escolha dos investimentos deve considerar o seu perfil de investidor e uma análise de mercado.

Logo, é preciso conhecer a empresa internacional que deseja investir. Avalie os fundamentos dela e suas perspectivas para o futuro, especialmente se você tiver uma visão de longo prazo. Assim, é possível avaliar se esta é uma alternativa vantajosa.

Por fim, você deve emitir uma ordem de compra na bolsa de valores. Em geral, o lote mínimo para compra ou venda é de 10 certificados. Quando sua ordem de compra for confirmada, os investimentos passarão a compor sua carteira.


Conclusão

Depois de investir, não deixe de acompanhar a evolução e o retorno das suas escolhas — como o recebimento de dividendos ou a cotação do BDR no mercado. Caso queira, você poderá fazer a venda de forma simples, também emitindo uma ordem na bolsa.

Neste post, você viu que BDR pode ser uma alternativa atraente para investir no exterior de maneira acessível. Com a escolha dos melhores certificados para o seu perfil, é possível aproveitar potencial da diversificação na carteira.

As informações que viu aqui foram úteis? Compartilhe o post nas suas redes sociais e mostre essa possibilidade para seus amigos!



Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos



Banner Palhano Investimentos

Luis Outi

https://investidorindependente.com/

Amante do mercado financeiro. Trabalho no mercado financeiro desde 2008, especializado no mercado de renda variável e de derivativos, também conhecido como opções.