Notícias

Bolsa recua 1,52%, mas fecha o mês de novembro com ganhos de mais de 13%

Por
Voltar

Apesar de novembro terminar em saldo bem positivo aos acionários mundiais, a tensão sino-americana permanece no radar dos traders e especialistas.

Isso porque Washington, conforme prometido por Trump, inseriu 2 gigantes asiáticos na lista que dificulta o acesso a investidores norte-americanos; a fabricante chinesa de chips SMIC e a produtora de petróleo e gás offshore CNOOC.

Essa notícia acabou ofuscando o bom desempenho chinês que alcançou novo recorde de PMI (Índice de Gerentes de Compras) industrial avançando para o maior patamar em 3 anos, isto é, 52,1 em novembro ante 51,4 em outubro.

Desse modo, os mercados asiáticos finalizaram amargando recuos.

Xangai Composto (China) -0,49% a 3.391,76 pontos, Shenzhen Composto (China) -0,15% a 13.670,11 pontos, Kospi (Seul) -1,60% a 2.591,34 pontos e Nikkei (Japão) -0,79% a 26.433,62 pontos, Taiex (Taiwan) -1,04%, a 13.722,89 e Hang Seng (Hong Kong) -0,49% a 3.391,76 pontos.

Já na zona do euro as preocupações gravitam em torno das delicadas negociações do Brexit que não conseguem evoluir para um acordo mútuo.

A falta de alinhamento se dá na atividade pesqueira, fair play econômico e onde as disputadas e divergências das transações comerciais serão solucionadas.

Somado a isso, as restrições sanitárias e os surtos de novos casos também requerem atenção de autoridades governamentais, investidores e cidadãos.

Embora, em termos de ganhos, esse tenha sido o melhor mês aos acionários europeus, os pregões locais se despedem de novembro em queda.

FTSE 100 (Londres) -1,59% em 6.266,19 pontos, CAC 40 (Paris) -1,42% a 5.518,55 pontos, FTSE MIB (Itália) -1,30% a 22.201,44 pontos, DAX (Alemanha): - 0,33 % a 13.286,57 pontos, IBEX 35 (Madri) - 1,39% a 8.076,90 pontos e PSI 20 (Lisboa) - 1,01% a 4.604,72 pontos.

Os futuros da Dow Jones (às 16h41) registravam 29.553,70 pontos com recuo de -1,19%. O S&P 500 com alta de -0,65% a 3.614,83 pontos.


Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos



Ibovespa

A operação do Ibovespa acompanha o ritmo do exterior e, ainda que registre ganhos em novembro, cede no último dia fechando em baixa de: 1,52% a 109.188,59 pontos.

Maiores Altas:

• Azul (AZUL4) – 3,17%

• Estacio Part (YDUQ3) – 2,87%

• Carrefour (CRFB3) – 2,67%

• Gol (GOLL4) – 2,56%

Maiores baixas:

• B2W Digital (BTOW3) – 7,33%

• Viavarejo (VVAR3) – 4,59%

• Cosan (CSAN3) – 4,47%

• BR Malls (BRML3) – 4%

Dólar

Moeda americana ganha força +0,39% fechando cotada a R$ 5,346.

Cenário Doméstico

Por aqui ainda refletem as vibrações das eleições municipais dominicais, sendo que se nota um avanço dos partidos DEM e PSDB nas principais capitais.

Na contramão seguiram os candidatos do PT, do PCdoB, do PSOL e aliados do governo atual.

A boa notícia é que os economistas reviram as projeções do PIB brasileiro e o esperado é que haja uma queda inferior, passado de -4,55% para -4,5%.

Por fim, o desempenho do ministro da economia, Paulo Guedes, está na mira de empresários, investidores e especialistas.

Há uma divisão entre as opiniões, pois as ditas reformas e ajustem fiscais não saem do papel e, com isso, as insatisfações aumentam já que a ação de privatizar isoladamente não oferecerá solução definitiva.



Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos



Calculadora de IR