Notícias

Com alta de 0,17%, Bolsa volta a operar perto dos 101 mil pontos

Por
Voltar

A Bolsa paulista operou com leve alta de 0,17% e 100.925 pontos no pregão desta sexta-feira (6). Somado às altas dos últimos três dias, o Ibovespa fecha a semana com ganhos de 7,2%.

Os ganhos da semana foram marcados por série de balanços trimestrais de empresas do índice e otimismo vindo do exterior em relação ao desfecho das eleições dos EUA.

Por aqui, houve a divulgação do IPCA de outubro, que subiu 0,86%, 0,22 ponto percentual acima dos 0,64% de setembro. Novamente, a maior variação no índice de inflação foi o grupo Alimentação e bebidas, seguido dos itens Transportes e Artigos de residência.

Outro destaque do dia vai para o anúncio do Banco Central, que informou que a tradicional carteira de poupança apresentou captação de 7,017 bilhões de reais no mês de outubro, recorde para o mês desde 1995. Só neste ano, a poupança segue acumulando captação líquida de R$144,228 bilhões. No ano passado, os números foram de R$13,327 bilhões.



Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos



Movimentação das ações

Maiores altas

• Petrorio (PRIO3) – 5,41%

• Braskem (BRKM5) – 5,31%

• Hypera (HYPE3) – 4,88%

• Iguatemi (IGTA3) – 4,70%

Maiores baixas

• Rumo Log (RAIL3) – 3,07%

• Suzano Papel (SUZB3) – 2,71%

• Weg (WEGE3) – 2,24%

• Lojas Renner (LREN3) – 2,12%

Dólar

O dólar comercial caiu 4,60%, chegando ao patamar de R$5,39.

Hoje, a moeda brasileira foi destaque de desempenho frente ao dólar em comparação com outras moedas de países emergentes.

Além do mais, segundo aponta analistas, é esperado que o dólar se desvalorize, caso as eleições estadunidenses venham a confirmar a vitória dos democratas, pois o partido é conhecido por aprovar pacotes de estímulos da economia, o que causam desvalorização da moeda.

Mercado Internacional

Os EUA registraram a criação de 638 mil vagas de emprego no mês de outubro, segundo divulgado pelo Departamento de Trabalho do país. Os números surpreendem, pois leva a taxa de desemprego para 6,9% frente às estimativas que eram de 7,6%.

Contudo, tal dado positivo não animou tanto os índices em Wall Street, que operaram no dia de hoje próximos à estabilidade. O Dow Jones fechou em perdas de 0,24%, o S&P 500 apresentou baixa de 0,02%, porém o Nasdaq encerrou o pregão com 0,03% positivos.

Na Europa, os principais índices encerram a semana com leve queda. Na Alemanha, o DAX caiu 0,7%; na França, o CAC-40 desvalorizou 0,46%; na Espanha, o Ibex-35 fechou com regressão de 0,78%; e o índice PSI20 de Lisboa desvalorizou 1,57%. Por lá, segue preocupante o crescente aumento de casos de infectados pelo coronavírus, principalmente na Espanha.



Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos



Robô trader