Notícias

Ibovespa avança 1,36% impulsionada por bancos

Voltar

Traders globais permanecem antenados aos desdobramentos econômicos e políticos vindos tanto do ocidente como do oriente. Por isso, as oscilações são constantes nos mercados futuros.

Apesar das palavras otimistas da senadora estadunidense sobre o pacote de estímulos estar próximo de ser alinhado entre os congressistas, o que se vê na prática é uma morosidade na concretização da medida.

Com isso, a ansiedade aumenta entre os investidores que se tornam mais cautelosos nas operações dos pregões. Além, claro das altas expectativas de que, os incentivos fiscais aprovados sejam de fato proporcionais à necessidade do momento.

A tensão se eleva quando são trazidos à tona os indicadores dos contágios pandêmicos da zona do euro e norte-americano, pois ambos apresentam grande aceleração.

Outro ponto de pressão são os rumos das eleições presidenciais ianques. Por lá, os e-mails enviados aos eleitores democratas pelo grupo de extrema direita estão rendendo debates.

Mesmo sem provas, Trump acusou o sistema de votação por correios dos EUA de ser fraudulento e já avisou que, caso perca as eleições, pedirá a revisão das urnas.

O desânimo também castiga a Ásia, pois a previsão pessimista do FMI, que indica piora no crescimento asiático (-2,2%), derrubou os acionários locais. Nem as boas performances chinesas foram suficientes para apaziguar a análise.

No vermelho, encerraram as bolsas orientais: Xangai Composto (China) -0,38% a 3.312,50 pontos, Shenzhen Composto (China) -0,31% a 4.777,98 pontos, Kospi (Seul) -0,67 % a 2.355,05 pontos e Nikkei (Japão) -0,70% a 23.474,27 pontos. Exceto, Taiex (Taiwan) +0,31%, a 12.917,03 pontos e Hang Seng (Hong Kong) +0,13% a 24.786,13 pontos.

O desalento abate os alemães cujo índice de confiança dos consumidores opera em brusca queda (previsto -1,7 pontos X real -3 pontos) para o mês de outubro.

Assim, finalizaram os pregões europeus: FTSE 100 (Londres) +0,16% em 5.785,65 pontos, CAC 40 (Paris) -0,05% a 4.851,38 pontos, FTSE MIB (Itália) -0,04% a 19.076,95 pontos, DAX (Alemanha): -0,12 % a 12.543,06 pontos, IBEX 35 (Madri) -0,22% a 6.796,60 pontos e PSI 20 (Lisboa) -0,52 % a 4.118,13 pontos.

Os futuros da Dow Jones (às 14h43) marcavam 28.301,85 pontos com ganho de +0,32%. O S&P 500 atingiu valorização de +0,29% a 3.445,69 pontos.



Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos



Ibovespa sustenta boa performance e fecha com viés positivo: +1,36% a 101,918 pontos.

O bom resultado foi motivado pelo otimismo em relação aos balanços. Setor financeiro contribuiu com alta entre 2 e 3%.

Dentre as maiores altas tem-se:

• Itaú Unibanco (ITUB4) – 5,14%

• Petrorio (PRIO3) – 4,92%

• Weg (WEGE3) – 4,73%

• Bradesco (BBDC4) – 4,60%

Já as maiores baixas foram:

• Cogna (COGN3) – 2,57%

• BR Malls (BRML3) – 2,36%

• B2W Digital (BTOW3) – 2,29%

• B3 (B3SA3) – 2,25%

Dólar

A moeda americana desvaloriza -0,77% fechando cotada a R$ 5,519.

Investimentos

A boa notícia é que a partir de hoje (22/10), a bolsa de valor paulista, liberou a negociação de BDRs (Brazilian Depositary Receipts).

Isso significa que o pequeno investidor poderá operar em companhias com capital aberto no exterior (ex: Amazon, Google etc.) sem ter a necessidade de abrir uma conta em corretoras no estrangeiro.

Mas, neste momento, os BDRs estão restritos a mercados reconhecidos como Nyse (New York Stock Exchange) e da Nasdaq Stock Market (“Nasdaq”). Sendo que, a B3 admitiu que futuramente outros mercados podem ser inseridos.

Em nota, a B3 afirma que a expectativa é "fomentar o mercado nacional, aumentando a diversidade de produtos disponíveis ao investidor local, incluindo o varejo, que demanda uma crescente diversificação de portfólio e exposição a ativos estrangeiros, e também incrementar as oportunidades de captação de recursos pelos emissores”.

Cenário Doméstico

Por aqui, o foco está no debate acalorado entre políticos sobre a obrigatoriedade na vacina contra a Covid-19 e as inseguranças fiscais orçamentárias 2021 persistem influenciando no mercado cambial.



Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos



Robô trader

Luis Outi

https://investidorindependente.com/

Amante do mercado financeiro. Trabalho no mercado financeiro desde 2008, especializado no mercado de renda variável e de derivativos, também conhecido como opções.