Notícias

Ibovespa opera no positivo no último pregão de setembro

Voltar

Apesar das oscilações e clima de tensão que predominaram nos últimos dias, o Ibovespa apresentou alta de 1,32% e 94.603 pontos nesta quarta-feira (30), elevando expectativas de melhora no cenário. Contudo, não evitou regressão de 4,8% no mês de setembro.

Por aqui, os destaques do dia são a fala do ministro da economia, Paulo Guedes, a respeito da rolagem de precatórios e a divulgação do número de desempregados no país.

Em videoconferência nesta quarta-feira (30), o ministro afirmou que o uso dos fundos destinados ao pagamento de precatórios, que afligia o mercado no pregão de ontem (29) não será fonte para o financiamento do novo programa social Renda Cidadã. Na aparição, o ministro disse que não foi bem compreendido e que na verdade a intenção do governo é reavaliar o fluxo de pagamento de precatórios devido a um crescimento brusco da dívida. “Não se trata de buscar recursos para financiar isso, muito menos de uma dívida líquida e certa. Não faremos isso, estamos aqui para honrar compromissos fiscais e de dívidas”.

A taxa no número de desempregados no país aumentou mais de 13% no trimestre de maio a julho, segundo aponta relatório do IBGE. O número cresceu 1,2 ponto percentual quado comparado ao trimestre anterior.

Também nesta tarde o Banco Central divulgou estatísticas fiscais em relação aos últimos meses. Segundo a nota, os juros nominais do setor público somaram R$34,3 bilhões em agosto, o que resulta em redução de 32%, em comparação com a mesma época no ano passado. Segundo o BC, esse resultado tem a ver com a redução das operações de swap cambial e com o corte na taxa Selic.



Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos



Movimentação das ações

Maiores altas do pregão:

• CSN (CSNA3) – 7,7%

• Raia Drogasil (RADL3) – 6,79%

• Qualicorp (QUAL3) – 5,13%

• Minerva (BEEF3) – 4,63%

Maiores baixas:

• Suzano Papel (SUZB3) – 3,22%

• Ultrapar (UGPA3) – 2,23%

• Equatorial Energia (EQTL3) – 1,98%

• Pão de Açúcar (PCAR3) – 1,24%

Dólar

A moeda americana apresentou leve queda de 0,37%, chegando ao patamar de R$5,62.

Mercado Internacional

O mesmo cenário positivo não se repetiu no mercado financeiro europeu, que ainda está sem um direcionamento definido. A bolsa da Alemanha (DAX) sofreu queda de 0,51%, a CAC 40 da França caiu 0,59% e a FTSE 100 da Inglaterra 0,53%. Apenas a IBEX 35, bolsa da Espanha avançou 0,04%.

Nos EUA, os principais índices fecharam em alta, muito motivados por números positivos em relação à abertura de vagas de emprego nesse mês, expectativa de menor retração do PIB e sinalização de possível aprovação do pacote trilionário de estímulos contra os impactos da crise do novo coronavírus. Assim, a Dow Jones subiu 1,20%, e a Nasdaq avançou 0,74%.

Banner

Luis Outi

https://investidorindependente.com/

Amante do mercado financeiro. Trabalho no mercado financeiro desde 2008, especializado no mercado de renda variável e de derivativos, também conhecido como opções.