Educação Financeira

O que é After Market?

Voltar

Você investe ou tem interesse em operar na bolsa de valores? Então, é importante saber como funcionam os horários dos pregões. Quem não tem muito tempo para fazer operações de compra e venda de ativos – ou deseja aproveitar os últimos momentos para fazer suas operações – provavelmente gostará de conhecer o After Market.

Além do pregão normal, que funciona normalmente das 10:00h às 17:00h no mercado à vista, a bolsa oferece uma espécie de prorrogação do tempo regulamentar. É um período em que se torna possível fazer transações de acordo com algumas regras preestabelecidas.

Neste artigo, você entenderá o que é o After Market da bolsa de valores brasileira (a B3) e quais são as vantagens, restrições e regras para operar no horário. Boa leitura!

O que é o After Market?

O After Market nada mais é do que um período extra de negociação na bolsa de valores. Ele acontece após o encerramento do pregão tradicional. A possibilidade foi criada pensando em ampliar o acesso dos pequenos e médios investidores à renda variável.

Ou seja, oferecer um período a mais para pessoas que não têm tempo de operar no mercado durante o horário normal. As negociações de ativos por meio do After Market são realizadas por meio do home broker (ou outra plataforma) de uma instituição financeira.

É possível realizar as transações através da emissão de ordens de compra e venda de ativos. No entanto, é importante destacar que as negociações estão sujeitas a algumas restrições, como você verá adiante.



Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos



Como ele funciona?

Na bolsa de valores, o fechamento do mercado à vista regular ocorre às 17 horas. Após tal horário, o período do After Market entra em vigor das 17:30h às 18 horas. Antes disso, entre 17:25h e 17:30h, ocorre o que chamamos de fase de pré-abertura.

De modo geral, o funcionamento é bastante similar ao pregão tradicional e operar no After Market não é muito difícil. Basicamente, durante o período em que ele estiver aberto, você seleciona os ativos que deseja investir e envia uma ordem de compra ou venda pelo home broker.

Contudo, é importante ter atenção porque há algumas limitações nas negociações. Por exemplo, o acesso se refere apenas ao mercado à vista. No mercado futuro, não existe After Market — mas o horário regular dele já é maior (acontece entre 9:00h e 18:00h).

Para que serve o After Market?

Como você viu, o After Market é uma oportunidade para os investidores encontrarem e definirem posições na bolsa após o término do pregão. Assim, o momento serve para fazer compras e vendas. Geralmente, quem não tem tempo para operar durante o dia pode aproveitar a prorrogação.

No entanto, os investidores institucionais — aqueles que operam com milhões na bolsa — não conseguirão investir grandes volumes depois do pregão. Isso porque, de acordo com as regras do período, não é possível realizar movimentações maiores (aquelas na casa dos milhões de reais, por exemplo).

Assim, um benefício do horário para investidores de menor capital é que ele pode não apresentar tantas distorções nos preços, já que há limites no volume de dinheiro envolvido. Este detalhe, no entanto, também exige atenção – especialmente para quem especula no mercado, já que o volume de operações é limitado no período.



Adquira agora uma apresentação gratuita sobre investimentos em opções e saiba mais sobre esses derivativos da Bolsa



Quais são suas restrições e regras?

Como abordamos, embora o horário extra da B3 funcione de forma semelhante ao pregão normal, existem algumas restrições de operação no After Market. Você não vai conseguir negociar qualquer ação, por exemplo.

É muito importante conhecer as limitações para saber quais são as condições de negociação que o mercado impõe. Veja a seguir as diferenças entre o After Market e o pregão tradicional:

• só é possível negociar ativos à vista. Os derivativos – como as opções, seguem o período de funcionamento normal do mercado futuro, que é até às 17h;

• apenas ações que foram negociadas durante o horário normal do pregão do dia podem ser operadas no After Market;

• todas as ações negociadas no período extra devem fazer parte da carteira teórica do Índice Ibovespa (IBOV) e/ou do Índice Brasil (IBrX 100);

• os ativos negociados têm um limite de oscilação, que não pode ultrapassar 2% da variação em relação ao encerramento do pregão normal. Isso vale tanto para alta quanto para queda. Assim, se a oscilação do ativo exceder o limite, eventuais operações não serão concluídas;

• também há uma limitação para operações por pessoa — que não pode ultrapassar o volume máximo de R$ 900 mil por CPF, o que impede transações na casa dos milhões de reais.

Consequências das normas

Depois de conhecer as restrições impostas pelo After Market, você pode se perguntar quais são as consequências delas. Talvez, elas tragam poucos efeitos para investidores que conseguem facilmente se adequar às limitações.

Contudo, pode ser que você não consiga comprar determinadas ações por elas não terem sido negociadas no pregão ou não fazerem parte de um dos dois índices de referência, por exemplo.

Um dos principais objetivos das ressalvas é evitar que ocorram oscilações acentuadas que possam desequilibrar o mercado financeiro. Afinal, se a bolsa iniciasse o dia com uma diferença de 10%, por exemplo, este poderia ser um problema.

Uma variação dessas proporções por conta do After Market poderia fazer com que diversos investidores perdessem dinheiro – trazendo ainda mais volatilidade em operações de especulação, o que geraria desafios significativos. Por isso, estas limitações, de fato, precisam existir.

Quais são as vantagens do After Market?

Até aqui, você viu que o surgimento do After Market foi importante para os investidores que não conseguem operar e acompanhar os pregões convencionais. Além disso, o período pode ser uma oportunidade para que sejam feitos ajustes na carteira de investimentos.

Dessa forma, é possível definir posições dentro do mercado — que não foram possíveis em tempo hábil. Vale destacar, ainda, que as ordens de compra e venda emitidas ao longo do dia podem ser executadas durante o período do After Market, se for o caso, e se seguirem as regras estabelecidas.

Então, se você tentar negociar um ativo durante o pregão e a ordem não foi concluída até o final, ela pode ser finalizada após o fechamento do mercado. Caso não seja do seu interesse, é importante cancelar as ordens — o que também pode ser feito nos 15 minutos de pré-abertura do After Market.

Agora, você sabe tudo o que precisa sobre o After Market. Ele será útil para sua rotina? Vale a pena considerar a possibilidade em dias nos quais fica difícil acompanhar o horário comum. Mas não deixe de ficar atento às regras para saber como operar, ok?

Quer saber ainda mais sobre investimentos na renda variável? Complemente a leitura e confira um guia completo para começar a investir na bolsa de valores!

Robô trader

Luis Outi

https://investidorindependente.com/

Amante do mercado financeiro. Trabalho no mercado financeiro desde 2008, especializado no mercado de renda variável e de derivativos, também conhecido como opções.