Quem investe ou especula na renda variável precisa abrir uma conta em corretora de valores para realizar suas operações. Mas você sabia que também é necessário o acesso a uma plataforma de investimento?

A maioria das pessoas que acessa a bolsa de valores conhece o home broker (HB), que é a plataforma básica disponível por todas as corretoras. Contudo, também existem alternativas diversas para serem utilizadas por quem precisa de uma estrutura diferenciada.

A plataforma é a estrutura operacional que permite a negociação de ações, opções, contratos futuros, etc. Ela deve apresentar segurança e estabilidade – especialmente para operações de curto prazo.

Neste post, vamos falar mais sobre dois dos principais exemplos de plataformas de investimento disponível aos investidores: o home broker e o Profitchart. Confira!

O que é uma plataforma de investimentos?

Como falamos, a plataforma de investimentos é o ambiente digital, a estrutura por onde são feitas as operações da bolsa. Ela é necessária tanto em negociações de longo prazo quanto em operações de especulação.

Contudo, as diferenças entre as necessidades de investidores e especuladores se relacionam com objetivos diferentes em relação à plataforma. Por exemplo, mesmo sendo a mais conhecida, o HB nem sempre servirá bem aos traders.

Assim, você deve saber que é sim preciso acessar uma plataforma de investimentos para operar na bolsa, mas que ela não precisa necessariamente ser o home broker. Existem outras plataformas que apresentam estruturas diferentes – e que atendem melhor aos seus objetivos.

Em geral, as opções do mercado oferecem funcionalidades especiais para traders, já que eles precisam de maior agilidade e de recursos especiais – como análise gráfica, mecanismos de stop e demais ferramentas.

Por isso, é comum encontrar pessoas em dúvida sobre utilizar o HB ou o Profitchart, que são duas das principais plataformas usadas por operadores da bolsa. 

É importante identificar os detalhes de cada uma delas para decidir. Então confira a seguir algumas características específicas de cada uma destas plataformas de investimento:

Como o home broker funciona?

O home broker é um sistema gratuito disponível a qualquer pessoa pela mediação de uma corretora de valores. Logo, basta acessar sua conta no site ou aplicativo para entrar na plataforma.

O HB é a plataforma mais antiga do Brasil. Ele foi criado pela própria B3 em 1999, como estratégia para possibilitar a negociação de ativos de forma online. Geralmente, traders também começam as suas operações por meio dele. 

Como ele é gratuito e disponibilizado naturalmente pelas corretoras, provavelmente quem começou a investir na renda variável já teve contato com o home broker – ainda que não saiba ao certo qual plataforma utilizou. Isso porque é preciso solicitar ou contratar plataformas diferentes do HB caso queira operar por outra plataforma específica.

Então, se você não fez nenhuma solicitação, certamente realizou o envio das suas ordens de compra ou venda por meio do sistema home broker. Ele é usado, por exemplo, para comprar ações e alguns fundos de investimento. 

Entre as principais vantagens do HB, claro, estão a gratuidade e a praticidade. Ele costuma servir muito bem a investidores de longo prazo, que focam nos dividendos, por exemplo, e não necessitam de muitas ferramentas a mais para realizar suas operações.

Então, quem não negocia todos os dias provavelmente não sente limitações em relação ao HB. Trata-se de uma plataforma segura e com estabilidade e agilidade suficientes para aportes eventuais ou até mesmo frequentes, visando o longo prazo.

Contudo, ao longo do tempo, é possível que os especuladores sintam falta de uma estrutura mais complexa para sustentar suas operações de curto prazo.

Como o Profitchart funciona?

Muitas pessoas enfrentam dificuldade para utilizar o home broker no dia a dia. Geralmente, quem realiza day trade e diversas operações de especulação de curtíssimo e curto prazo se beneficia de uma plataforma menos limitada, como o Profitchart.

Ou seja, um sistema mais completo e que ofereça ferramentas diferenciadas para as operações de curto prazo é atrativo para traders. O Profitchart, por exemplo, é uma plataforma mais rápida e estável, além de apresentar recursos especiais.

Pode ser um pouco mais difícil aprender a operar com plataformas diferentes, mas os diferenciais costumam agradar especuladores e agregar muito às suas operações. Alguns exemplos são a maior agilidade nas operações e maior proteção contra travamento do sistema.

Além disso, o Profitchart oferece facilidades em relação aos mecanismos de stop e outras demandas de quem realiza swing trade, day trade e position. Por exemplo:

  • Sistema de análise gráfica;
  • Avaliação de mais de 200 indicadores para traders;
  • Realização de análises em diferentes períodos de tempo;
  • Histórico de mais de 20 anos (o que promove confiabilidade dos dados);
  • Cotação negócio a negócio;
  • Book de ofertas;
  • Tape reading;
  • Ferramentas de agilidade no envio, mudança e cancelamento de ordens;
  • Eficiência em operações automáticas;
  • Recursos de gerenciamento de risco.

Como você pode ver, o Profitchart apresenta um suporte diferenciado em relação ao HB – que oferece funcionalidades básicas para investidores. Assim, quem realiza operações a partir de análises rápidas pode contratar a plataforma para aproveitar a tecnologia.

A plataforma de investimento Profitchart se apresenta em duas principais versões: a Profitchart Plus e a Profitchart Pro. A segunda oferece ampliação de recursos, visando atender os traders profissionais que demandam maior suporte tecnológico.

HB e Profitchart: qual é o melhor?

A escolha da melhor plataforma de investimento depende diretamente dos objetivos de cada investidor na bolsa de valores. Quem faz investimentos eventuais ou de menor frequência, visando o longo prazo, provavelmente considera o HB suficiente.

Por outro lado, quem tem o desejo de ganhar dinheiro com trades se sentirá atraído por funcionalidades que permitem uma gestão mais eficiente das operações de curto prazo.

Com o uso de plataformas diferenciadas como a Profitchart, existe um maior controle das informações que você analisa sobre o mercado. É possível reunir em um mesmo lugar os dados necessários para basear suas decisões.

Uma desvantagem da Profitchart em relação ao home broker é o custo, já que apenas o HB é gratuito. Mas a plataforma oferece um período de teste gratuito por 15 dias. Logo, é possível testar e avaliar o custo-benefício da sua utilização.

Além disso, vale a pena ficar atento às oportunidades de mercado. Eventualmente, corretoras e assessorias de investimento oferecem descontos e bônus a clientes para contratação da ferramenta.

Concluindo

Em resumo, podemos dizer que o HB serve bem a diversos investidores e até a alguns especuladores na bolsa. Mas, para muitos casos, o Profitchart será melhor. Por isso, vale a pena avaliar seus objetivos e escolher alternativas que se adéquam a eles.

Lembre-se, ainda, que a falta de agilidade da plataforma de investimentos pode causar problemas e até perdas para traders em suas operações. Então, pondere as informações que demos sobre HB e Profitchart para optar pela melhor opção para o seu caso!

Quer continuar bem informado sobre investimentos, trades e bolsa de valores? Assine a newsletter do blog e acompanhe nossos conteúdos!

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 20 Média: 5]