Quando o assunto é investimentos, um dos temas mais importantes e que não deve ser negligenciado por quem pensa em fazer ou já faz aportes no mercado financeiro é o perfil de investidor. Um dos parâmetros mais importantes na hora de formar uma carteira de investimentos, o perfil de investidor tem potencial de orientar as alocações de acordo com o perfil e apetite a riscos de quem está investindo.

Mas, apesar da sua importância, são muitos os investidores que dão os primeiros passos no mercado – seja de renda fixa ou de renda variável – sem ter qualquer noção do seu perfil enquanto investidor. E isso pode resultar em desconforto, escolhas de investimento equivocadas e, muitas vezes, em perda de dinheiro.

Para evitar cair nesta armadilha, no artigo de hoje você conhecerá os três tipos de perfil que um investidor pode ter, entenderá mais a fundo o impacto desta descoberta nos seus investimentos e aprenderá a conhecer, de uma vez por todas, qual é o seu perfil de investidor.

Acompanhe a partir de agora e saiba como fazer investimentos mais sólidos e tomar as melhores decisões em relação aos seus aportes!

O que é o perfil de investidor?

Imagine um grupo de pessoas distintas comentando sobre determinado assunto ou tomando uma determinada decisão sobre um determinado tema ligado às suas vidas. Nesta situação, não é difícil imaginar que os objetivos, sonhos, metas e preferências pessoais de cada um irão influenciar diretamente a tomada de decisões, não é mesmo?

Com os investimentos não é diferente: todas as decisões de investimento de um investidor podem – e devem – ser tomadas com base em seus interesses, objetivos e preferências. Para que estas escolhas sejam mais assertivas, entretanto, é preciso que o investidor conheça seu perfil de investidor.

A finalidade da identificação este perfil é encontrar uma composição e distribuição de investimentos que sejam compatíveis ao perfil de quem está investindo, de modo que a composição da carteira de investimentos não lhe traga ansiedade ou qualquer desconforto ao longo do tempo. Para que isso seja possível, foram definidos três perfis de investidores: conservador, moderado e agressivo.

Conservador

O investidor com perfil conservador é aquele que mais tem aversão a riscos. Desta forma, é mais comum que boa parte da sua carteira seja composta por investimentos mais seguros – como os títulos de renda fixa. 

O objetivo do investidor conservador, portanto, é garantir uma maior segurança na hora de realizar seus investimentos – mesmo que isso resulte em uma rentabilidade mais baixa.

Moderado

O investidor moderado, por sua vez, também preza pela segurança na hora de fazer seus investimentos, mas está mais disposto a correr um pouco mais de riscos em prol de uma rentabilidade um pouco maior. 

É comum, nestes casos, que o investidor moderado tenha um portfólio de investimentos composto por produtos de renda fixa e produtos de renda variável. Seu apetite a riscos, portanto, é moderado.

Agressivo/Arrojado

Já o investidor com perfil agressivo ou arrojado é aquele investidor que está disposto a assumir maiores riscos de perder o valor investidor – parcial ou integralmente – em prol de uma maior rentabilidade da sua carteira. 

Sendo assim, é comum que investidores mais agressivos aloquem a maior parte dos seus recursos em investimentos de maior risco, como em produtos de renda variável. Sua busca, portanto, é de um rendimento de portfólio maior ao longo do tempo – mesmo que isso eleve sua exposição a riscos de perda de capital.

Como conhecer seu perfil de investidor?

Conhecer seu perfil de investidor não é uma tarefa difícil. Apesar disso, muitos investidores desconhecem a existência do formulário de identificação deste perfil, conhecido como API (Avaliação de Perfil do Investidor) ou apenas “Suitability”.

A aplicação do formulário API ou Suitability é obrigatória para qualquer instituição financeira que se proponha a oferecer investimentos aos seus clientes. Se você tem conta em bancos ou corretora e ainda não conhece seu perfil de investidor, vale a pena consultar seu gerente ou assessor de investimentos para fazer o teste e identificar sua tolerância a riscos na hora de investir.

Qual a importância deste perfil para os investimentos?

Saber qual é o seu perfil investidor é o primeiro – e importante – passo para fazer bons investimentos, a fim de escolher os melhores e mais adequados produtos de investimento para seus objetivos para o seu perfil. Este, no entanto, não é o único benefício de conhecer o seu perfil enquanto investidor.

Saber se o seu perfil é conservador, moderado ou agressivo lhe permitirá compor uma carteira mais equilibrada – alinhada ao seu perfil – e evitará que você se frustre com a performance dos seus investimentos. 

A partir do conhecimento da sua tolerância a riscos e de aportes alinhados ao seu perfil, o investidor conseguirá adequar suas expectativas aos produtos escolhidos para sua carteira – evitando se frustrar com eventuais rentabilidades mais baixas – no caso de investidores mais conservadores, por exemplo. Isso porque, neste caso, investidor terá a certeza de ter realizado um aporte mais seguro, de acordo com seu perfil e objetivos.

Do mesmo modo que, ao conhecer sua tolerância a risco, este mesmo investidor evita fazer aportes mais agressivos e mais arriscados – uma vez que estes investimentos estariam desalinhados ao seu perfil enquanto investidor.

Conhecer ou não o seu perfil de investidor, portanto, tem influência direta nas escolhas e nos resultados dos investimentos. Somente a partir deste conhecimento um investidor conseguirá fazer aportes mais sólidos, alinhados aos seus objetivos e à sua tolerância a riscos, evitando frustrações, erros e até perda de capital na hora de realizar seus investimentos.

Como escolher investimentos de acordo com seu perfil de investidor?

Feita a avaliação de perfil, o investidor já terá um norte a seguir em relação à formação da sua carteira de investimentos. Os produtos que integrarão o portfólio, portanto, deverão estar alinhados ao perfil encontrado e aos objetivos pessoais do investidor.

Compor a carteira de investimentos de acordo com o perfil de investidor e tomar as melhores decisões de investimento, no entanto, nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, nas corretoras, existem os assessores de investimentos.

Estes profissionais são altamente capacitados e preparados para ajudar qualquer investidor a não apenas conhecer melhor seu perfil enquanto investidor, mas também a encontrar os melhores produtos para composição de portfólio, sempre alinhados ao apetite a riscos do investidor e aos seus objetivos particulares.

Se você já investe ou pretende investir em breve e precisa de ajuda para compor uma carteira de investimentos sólida, diversificada e alinhada ao seu perfil de investidor, contate um bom assessor de investimentos. Ele poderá ajudar você a fazer bons aportes e ter cada vez mais sucesso no mercado financeiro.

E você, já conhece seu perfil de investidor? Teve alguma dificuldade em fazer o teste suitability? Deixe seu comentário e compartilhe conosco suas experiências!

A pontuação dos nossos leitores
[Total: 2 Média: 5]