Educação Financeira

Futuro de ações: você sabe como funciona esse contrato?

Por
Voltar

Quando se fala em bolsa de valores é difícil não pensar na compra e venda de ações. Contudo, muitos investidores ainda não sabem que a negociação desses papéis não se resume ao mercado à vista — onde a liquidação se dá em poucos dias.

Desde o final 2018, a B3 (bolsa brasileira) permite a negociação de determinadas ações no mercado futuro. Assim, os investidores contam com mais essa alternativa de operação em papéis de empresas brasileiras.

Ficou interessado em saber como o futuro de ações funciona? Confira tudo o que você precisa para ingressar nesse mercado!

O que é o mercado futuro?

O mercado futuro é um ambiente da B3 onde são negociados contratos futuros. Como o nome indica, trata-se de contratos com vencimento para uma data posterior. Eles são considerados derivativos financeiros, pois derivam de um ativo principal.

Os contratos futuros mais negociados são o Índice Bovespa (IND e WIN) e o dólar americano (DOL e WDO). Porém, também é possível negociar commodities (milho, soja, café, açúcar, boi gordo, etc.), além de moedas (euro, libra e outras) e índices estrangeiros (S&P 500, Nikkei 225, entre outros).

Além disso, a B3 ampliou o mercado futuro, permitindo a negociação de ações de certas companhias. Isso possibilitou o posicionamento acerca da especulação ou hedge em torno do preço de um determinado papel em uma data futura.

Nesse caso, não é preciso alugar uma ação, caso queira se posicionar vendido, por exemplo. O aluguel é necessário no mercado à vista, mas com a operação no mercado futuro basta manter a margem de garantia exigida e realizar o posicionamento.


Baixe gratuitamente o nosso simulador de investimentos.


Como ele funciona?

No mercado futuro são negociadas expectativas sobre o preço de um ativo financeiro em uma data futura. Assim, o investidor ou especulador assume uma posição no mercado de acordo com suas deduções. Se ele acredita na valorização, se posiciona na compra — do contrário, na venda.

Nesse mercado, a liquidação normalmente será apenas financeira. Isto é, ao chegar na data de vencimento do contrato futuro não é preciso entregar ou receber o objeto da negociação. Os participantes são apenas creditados ou descontados conforme as posições assumidas.

É importante saber que as posições dos participantes são ajustadas diariamente. Em determinado horário do dia é fixado o preço de ajuste. Ao final do pregão, é apurada a diferença da posição dos comprados e vendidos em relação ao ajuste diário para fazer o crédito ou débito da diferença.

Ademais, no mercado futuro é permitido operar alavancado. Isso significa que não é preciso ter todo o dinheiro referente ao valor do contrato. Para isso, será necessário oferecer a margem de garantia — que precisa estar atrelada à conta da instituição que você usa para acessar a bolsa.

O que é o contrato futuro de ações?

Ao conhecer o conceito de mercado futuro e como ele funciona fica mais fácil saber o que é o contrato futuro de ações.

Como você viu, o contrato futuro de ações é o instrumento que permite duas partes negociarem hoje expectativas de preço de uma ação em uma data futura. E você não precisará ter o ativo para conseguir negociá-lo, pois a liquidação é financeira.

O tamanho de cada contrato futuro de ações equivale a uma ação, e sua cotação se dá em pontos. Cada ponto equivale a R$ 1 e, semelhante ao mercado à vista, as negociações são feitas em lotes mínimos de 100 contratos.

O vencimento é mensal, sempre na terceira sexta-feira do mês. O código de negociação do contrato futuro de ações observa o ticker da empresa, o tipo da ação (preferencial, ordinária ou unit), a letra que corresponde ao mês de vencimento e dois dígitos referentes ao ano.

Considere como exemplo o contrato futuro USIMAQ21. O significado seria:

• USIM — o ticker da empresa Usiminas;

• A — em razão de se tratar de unit (é usado “P” para ações preferenciais e “O” para ordinárias);

• Q — representa o vencimento no mês de agosto (veja a tabela de vencimentos);

• 21 — está relacionado ao ano de vencimento, 2021.


Começando a investir? Obtenha agora um ebook grátis com 4 dicas de investimentos.


Quais são os ativos disponíveis para negociação no futuro de ações?

Embora o número de empresas negociadas no mercado futuro até julho de 2021 fosse baixo (apenas 12), o investidor pode encontrar alternativas de diversos setores. Por exemplo, financeiro, mineração, energia, siderurgia, educação, etc.

Veja quais eram as empresas, seus respectivos setores e segmentos nesse período:


A perspectiva é que o número de empresas aumente conforme for maior o número de participantes desse mercado. Como essa alternativa foi lançada no final de 2018, ainda é um mercado que se encontra em expansão e com liquidez inferior ao mercado à vista.


Quer investir com a ajuda de um especialista? Receba o auxílio gratuito de um assessor de investimentos.


Quais são as vantagens e riscos envolvidos?

Dentre as principais vantagens do mercado futuro de ações está a possibilidade de operar alavancado. Assim, é possível movimentar grandes volumes financeiros com poucos recursos, o que pode aumentar o potencial de lucro nas operações — embora os riscos sejam maiores.

Também é considerado como vantagem a possibilidade de utilizar esse mercado para executar diversas estratégias. Por exemplo, o hedge para proteger sua carteira de investimentos, a arbitragem — aproveitando divergência de preços entre mercado futuro e à vista, entre outras.

Em relação aos riscos destaca-se o próprio risco de mercado. Afinal, os preços dos contratos futuros podem oscilar demasiadamente com base no ânimo do mercado e na lei da oferta e demanda. Então o interessado em participar dele deve avaliar seu perfil de investidor e objetivos financeiros.

Conseguiu aprender o que é o mercado futuro de ações? Lembre-se de que, antes de negociar contratos futuros, é preciso ter conhecimento sobre o assunto para saber usufruir tudo o que o ambiente pode oferecer. Logo, não deixe de se preparar e avaliar seu perfil!

Quer estar preparado para operar qualquer tipo de mercado? Que tal fazer o curso Investidor Independente e começar a investir como um profissional? Confira!

Calculadora de IR